27/01/2017

Carga de energia deve fechar janeiro com aumento de 6,4%, diz ONS

Fonte: Canal Energia

Para fevereiro, a expectativa é que o SIN apresente aumento de 1,8% na comparação anual

carga_energia_subestação_eletrica

O Sistema Interligado Nacional (SIN) deverá registrar em janeiro carga de energia da ordem de 68.314 MW médios, crescimento de 6,4% na comparação com o mesmo mês de 2016, informou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) nesta quinta-feira, 26, durante reunião para apresentação do Programa Mensal de Operação (PMO) de fevereiro. O resultado é 0,7 ponto percentual superior ao estimado pelo ONS no início do ano, quando o operador apontava para um crescimento de 5,7%.

As estimativas foram superadas positivamente nos submercados Sudeste/Centro-Oeste (+2,8%) e Sul (+2%), enquanto no Nordeste o desempenho se manteve em linha com o esperado pelo ONS. O desvio da carga de janeiro só não foi maior porque o subsistema Norte performou bem abaixo do projeto pelo Operador (-7,9%), em razão das chuvas e das baixas temperaturas verificadas na cidade de Manaus.

Dessa forma, janeiro deve fechar com carga de 40.613 MW médios no Sudeste, 12.191 MW médios no Sul, 10.924 MW médios no Nordeste e 5.156 MW médios no Norte. Lembrando que a carga de energia é a soma do consumo nacional de energia com as perdas da rede elétrica.

Para fevereiro, a expectativa é que o SIN apresente carga de 69.463 MW médios, aumento de 1,8% na comparação com fevereiro de 2016. ONS espera que em março a carga some 67.885 MW médios, aumento de 1% na comparação com março de 2016. Caso as previsões se concretizem, a carga de energia do primeiro trimestre do ano deverá apresentar evolução de 3%, para 69.524 MW médios, em linha com apresentado no Plano de Operação Energética 2017 (PEN).

Reservatórios – O ONS apresentou também a previsão de energia armazenada máxima para a primeira semana operativa de fevereiro. A expectativa é iniciar o mês com 36,5% de capacidade no Sudeste, 62,2% no Sul, 17% no Nordeste e 22,9% no Norte.