20/01/2017

Em Abu Dhabi, Meirelles apresenta potencial de SP nas energias renováveis e realiza encontros com empresários do petróleo

Fonte: Secretaria de Energia e Mineração

Com 58% de energias renováveis na matriz energética o Estado foi apresentado pelo secretário de Energia e Mineração como local de oportunidade e referência mundial

O secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, João Carlos Meirelles, participou nesta semana de 16 a 20 de janeiro, de um dos principais eventos do setor de energias renováveis do mundo, a Semana de Sustentabilidade de Abu Dhabi (ADSW). O fórum reúne governantes, empresários e formadores de opinião para debater os desafios das energias renováveis e do desenvolvimento sustentável no mundo.

Durante a semana aconteceram diversos eventos onde o secretário apresentou o potencial do Estado na ampliação de fontes renováveis e convidou os empresários a investirem em São Paulo. “O governador Geraldo Alckmin tem as energias renováveis como uma das prioridades do setor energético, por isso a importância de trazer a experiência do Estado para ser apresentada no World Future Energy Summit”, disse Meirelles, que participou também de encontros com os principais empresários do setor de petróleo e gás dos Emirados Árabes Unidos.

Meirelles palestrou em dois painéis, no primeiro o tema foi a Redução de Carbono pelas Empresas e o segundo sobre Inovações Sustentáveis para o Futuro do Mundo. Em ambos, o secretário destacou a matriz energética do Estado, atualmente com 58% de fontes renováveis o que faz de São Paulo um case de sucesso mundial, enquanto no mundo a média é de apenas 13,7%.

O secretário mostrou que os produtos derivados da cana-de-açúcar junto com a geração hídrica são responsáveis por quase 50% da geração renovável da matriz paulista. Questionado sobre os desafios para a redução de carbono no mundo, o secretário destacou os avanços conquistados pelo Brasil nessa área que reduziu suas emissões em mais de 41% (GWP-100; IPCC SAR), em 2012, com relação aos níveis de 2005.

“Inúmeras empresas vem estudando tecnologias e formas mais avançadas para sequestro e armazenamento de CO2 (tecnologia conhecida como CCS – Carbon Capture and Storage), dentre elas a Shell, que está desenvolvendo projetos relacionados à CCS em parceria com a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo e a FAPESP. Além disso, com a queda dos custos das fontes renováveis impulsionado pela inovação tecnológica a participação dessas fontes de energia na matriz energética mundial irá aumentar, o que deve contribuir e muito com o clima do planeta”, destacou o secretário.

Meirelles participou também da cerimônia de abertura da semana sustentável onde ocorreu a entrega do prêmio Zayed de Energia do Futuro. A Escola Estadual Prof. Dimas Mozart e Silva, de Taquarituba, foi finalista na categoria Escolas Secundárias Globais. O projeto vencedor do prêmio foi o  colégio boliviano Unidad Educativa Sagrado Corazon 4.

Ainda em Abu Dhabi, o secretário se encontrou com presidentes e executivos das principais empresas de produção de petróleo e gás do mundo. Os Emirados Árabes Unidos têm a sexta maior reserva de petróleo do planeta.

Os encontros ocorreram com o ministro de Energia dos Emirados Árabes Unidos, Suhail bin Mohammed al-Mazroui; CEO da ADNOC e Ministro de Estado dos Emirados Árabes Unidos, Sultan Al Jaber; COO e presidente do Conselho TAQA Abu Dhabi National Energy Company, Saeed Al Dhaheri; diretor geral da Mubadala Petroleum, Musabbeh Al Kaabi e; diretora da Masdar, Nawal Al Hosany.