03/01/2017

Níveis no Sudeste/Centro-Oeste melhoram e terminam 2016 com volume de 33,7%

Fonte: Canal Energia

Na comparação com o desempenho de 2015, apenas região Sul teve revés no volume. Nordeste continua em situação difícil

Os reservatórios do submercado Sudeste/ Centro-Oeste terminaram dezembro e o ano de 2016 operando com 33,7% da sua capacidade, mostrando melhora na comparação com os anos anteriores. De acordo com dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico, em 2015 os níveis estavam em 29,85% na mesma época e em 2014, ano crítico para a hidrologia, em 19,33%. A usina de Furnas encerrou o ano com volume de 46,79%, bem acima de 2015, quando encerrou o ano com 30,48% da sua capacidade e de 2014, em que o nível estava em 13,45%.

Na região Nordeste, embora o nível nos reservatórios tenha triplicado em um ano, eles continuam em patamar baixo. Saíram de 5,2% para 16,5%. Em 2014, ano de severa seca, eles tiveram desempenho melhor, chegando em dezembro com 17,61% da capacidade. A hidrelétrica de Sobradinho, maior reservatório da região, ficou com volume de 12,54%, inferior aos 20,3% de 2014, mas acima dos 2,19% do ano passado.

No Sul, houve uma queda de quase quarenta pontos percentuais no volume, caindo dos 98,4% de 2015 para 60,3% em 2016. O submercado foi o único que ficou em situação pior que a de 2015. Mas apesar da queda expressiva, os níveis continuam altos. Em 2014, os reservatórios da região terminaram o ano com 55,73%. A usina de Passo Real chegou ao volume de 80,83% em 2016. A marcas é menor que 94,25% do ano passado, mas também supera a registrada em 2014, de 64%.

Na região Norte, o volume no fim do ano ficou em 18,9%, obtendo um resultado melhor que o de 2015, de 15,4%. O valor ficou abaixo do volume de 2014, de 32,95%. O volume na usina de Tucuruí em 2016 chegou a 27,02%, crescendo na comparação com o registrado no ano anterior, 15,46%. Em 2014, a capacidade ao fim do ano das UHE era de 26,86%.