16/01/2017

Novo ambiente digital agiliza processos no MME

Fonte: Ministério de Minas e Energia

Sistema Eletrônico de Informações foi adotado no início de 2017

sistema_digital_de_informação

Depois do processo de divulgação e de treinamento dos funcionários, o Sistema Eletrônico de Informações (SEI) já está em funcionamento no Ministério de Minas e Energia. O novo ambiente digital tem o objetivo de agilizar os processos administrativos internos sem a utilização de papel, permitindo o acesso dos documentos exclusivamente por meio eletrônico. Em operação desde o primeiro dia útil deste ano, o diagnóstico dos servidores do MME até aqui tem sido positivo.

De acordo com a integrante da equipe técnica responsável pela implementação do SEI Gleysielen Cardoso, a utilização do novo sistema está sendo tranquila comparada ao antigo ambiente utilizado no MME. “Nós estamos recebendo muitos chamados para atendimento e auxilio na execução de algumas tarefas, mas está sendo bem menor do que o transtorno e a dificuldade que a gente teve na implantação do sistema anterior”, disse.

Para os funcionários que começaram a utilizar o SEI, o manuseio da nova ferramenta tem sido rápido e prático. De acordo com Custódia Oliveira, assistente da Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração (SPOA), o começo foi “assustador”, mas mostrou ser bem mais simples. “No início todos nós ficamos com medo, porque o desconhecido realmente gera medo. Mas está sendo bem tranquilo. Nós estamos aprendendo aos poucos, fizemos o curso, tínhamos uma noção e agora estamos colocando em prática. Não está um bicho de sete cabeças como nós imaginávamos que poderia ser”, avaliou.

Opinião semelhante é a de Antônia Gonçalves, também assistente da SPOA. “Eu estou gostando muito do SEI, bem mais fácil e prático. Nós vamos economizar e não vou mais precisar carregar papel. Meus colegas estão me ajudando e o que eu aprendi também estou auxiliando os outros”. Uma das principais vantagens do novo sistema é a eliminação do uso de papel nos trâmites de processos, o que permite melhor gestão de recursos e mais agilidade.

Segundo Francisco Carlos Seabra, servidor lotado no gabinete do ministro, o SEI é interessante e vai trazer agilidade no futuro. “Tem poucos dias que estamos utilizando esse novo sistema, mas eu estou achando muito prático”. Segundo ele, por conta do grande volume de processos de todas as áreas do MME, as ferramentas de pesquisa se tornarão mais efetivas quando o processo de transição dos documentos entre os sistemas estiverem concluídas.

Trajetória do SEI

O Sistema Eletrônico de Informações está sendo implantado no MME desde o segundo semestre de 2016. Depois de definir riscos e soluções e alinhar a estrutura do protocolo, a equipe técnica iniciou a definição de parâmetros e a apresentação aos usuários do antigo sistema, o DocFlow. Depois da campanha de divulgação dos 100 dias, foi assinado o Acordo de Cooperação Técnica e criado o hotsite do projeto. Por fim, foi feito o treinamento dos demais funcionários e a digitalização dos processos correntes para o cadastro.

O SEI foi desenvolvido pelo TFR4 (Tribunal Federal Regional da Quarta Região) e é oferecido gratuitamente pelo Ministério do Planejamento, como solução de processo eletrônico escolhida no âmbito do PEN (Processo Eletrônico Nacional). A adoção do SEI pelo MME segue um padrão já estabelecido na Esplanada dos Ministérios.