30/01/2017

ONS: projeção de carga em fevereiro é de aumento de 1,8%

Fonte: Canal Energia

Afluências no Nordeste iniciam o mês com perspectiva de alcançar apenas 26% da MLT

por_do_sol_subestação_eletrica

A primeira semana operativa do mês de fevereiro começa com uma perspectiva de crescimento de carga de 1,8% quando comparado ao mesmo período do ano passado. De acordo com a primeira versão do Programa Mensal de Operação divulgado nesta sexta-feira, 27 de janeiro, pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico, a carga deverá alcançar 69.463 MW médios. Essa projeção leva em conta aumento de demanda em quase todo o país, sendo de 1,3% no Sudeste/Centro-Oeste e no Sul, de 6,6% no Nordeste e queda de 2,6% no Norte.

O operador projeta que as vazões deverão ficar acima da média de longo termo apenas no Sul onde se espera 117% da média histórica de energia natural afluente. Para o submercado Sudeste/Centro-Oeste a estimativa é de 86% e no Norte é de 64% da MLT. Já para o Nordeste a previsão aponta para mais um mês de pressão, com a ENA projetada de apenas 26% da MLT no período.

Com isso, nesse momento o volume esperado para os reservatórios ao final do mês são de 46,4% no SE/CO, de 58,1% no Sul, 19,3% no NE e de 28,4% no Norte. O CMO continua descolado entre a região Nordeste onde os valores subiram enquanto no restante do país recuaram. A carga pesada e média nessa região ficou em R$ 179,74/MWh contra R$ 81,12/MWh nos demais submercados. A leve no NE está em R$ 171,33/MWh e nos outros três em R$ 79,25/MWh.

A previsão de geração térmica para a semana é de 6.094 MW médios, sendo que 5.191 MW médios estão dentro da ordem de mérito, 674 MW médios por inflexibilidade e 229 MW médios por restrição elétrica. Não está prevista geração por garantia energética.

Em termos de meteorologia, as precipitações deverão ficar restritas às bacias hidrográficas da região Sul, rios Paranapanema e Tietê. Enquanto no final de semana é esperada chuva de fraca intensidade nas bacias dos rios Grande e Paranaíba, no Alto São Francisco e no Alto Araguaia.