24/01/2017

Usina construída sobre estrutura de antiga pedreira na Zona Sul da Capital completa 78 anos

Fonte: Secretaria de Energia e Mineração

A Usina Elevatória de Pedreira junto com a usina de Traição são responsáveis pelo controle das cheias do Canal Pinheiros

 

Construída sobre a estrutura de uma antiga mina de brita, a Usina Elevatória de Pedreira localizada na região de Interlagos, Zona Sul da Capital Paulista, completa nesta terça-feira, 24 de janeiro, 78 anos de atividade. A usina foi a primeira do mundo a possuir uma unidade reversível, capaz de funcionar tanto como geradora de energia, como bomba de água. A usina tem capacidade instalada de 68 megawatts, porém para ter melhor eficiência energética, até hoje, só foi utilizada para bombear água para a represa Billings.

A usina é estratégica para a Capital Paulista. É parte integrante do Complexo Henry Borden, sendo construída para abastecer o Reservatório Billings e, assim, possibilitar o aumento da geração de energia naquela usina, em Cubatão, além de contribuir para o controle das cheias do Canal Pinheiros, que corta a Zona Sul e Oeste da Capital.

Inaugurada em 1939, a usina foi construída pela empresa The São Paulo Tramway Light and Power, e a execução do projeto ficou por conta do engenheiro Asa Billings, mais tarde homenageado com o nome da represa.

Atualmente, a usina possui oito unidades, sendo sete reversíveis e uma que funciona apenas como bomba, o que concede a ela uma capacidade de bombear 395 metros cúbicos por segundo. Em 1956 a usina passou a ser administrada pela Light – Serviços de Eletricidade S.A, posteriormente pela Eletropaulo – Eletricidade de São Paulo S.A e desde 1998 é operada pela Emae – Empresa Metropolitana de Águas e Energia.

O complexo hidroenergético da grande São Paulo é composto pelas represas Billings, Guarapiranga, Usinas de Pedreira, Traição e o Canal Pinheiros.