09/02/2017

Energia solar criou 1 em cada 50 novos empregos nos EUA em 2016

Fonte: Setor Energético

campo_energia_solar

A força de trabalho em energia solar nos Estados Unidos cresceu a um ritmo histórico em 2016, ano no qual um em cada cinqüenta novos empregos estava na indústria solar. Esta é uma das descobertas do National Solar Jobs Census 2016, o sétimo relatório anual sobre empregos gerados pela energia solar que The Solar Foundation lançou hoje.

De acordo com o National Solar Jobs Census 2016, o crescimento do emprego na indústria solar ultrapassou a economia global dos EUA em 17 vezes. Foram adicionados mais de 51.000 postos de trabalho, totalizando 260.077 empregos nos EUA. A força de trabalho solar cresceu 25% em relação a 2015, o maior percentual anual de crescimento desde que o primeiro censo de empregos em energia solar nos Estados Unidos foi lançado, em 2010.

“Ao quase triplicar o número de postos de trabalho desde 2010, o setor de energia solar consolida-se como uma história americana de sucesso, que criou centenas de milhares de empregos bem remunerados”, declarou Andrea Luecke, presidente e diretora executiva da The Solar Foundation. “Em 2016, vimos um aumento dramático da força de trabalho solar em todo o país, graças a uma rápida diminuição no custo dos painéis solares e uma demanda sem precedentes dos consumidores por instalações solares. Mais do que nunca, é claro que a energia solar é uma fonte de energia de baixo custo, confiável e superabundante que está impulsionando o crescimento econômico, fortalecendo as empresas e tornando nossas cidades mais inteligentes e resistentes”.

O número de empregos solares aumentou em 44 dos 50 estados norte-americanos no ano passado, mostrando que o crescimento da indústria solar não é um fenômeno regional. O estado com o maior número de empregos na energia solar em 2016 é a Califórnia, seguida por Massachusetts, Texas, Nevada e Florida. Uma lista completa do número de empregos solares por estado, juntamente com as taxas de crescimento do estado em 2015, pode ser encontrada em SolarJobsCensus.org.

O crescimento dos empregos em energia solar ao longo de 2016 ocorreu em todos os sub-setores dessa indústria, incluindo um crescimento de 26% nas empresas de manufatura, para 38.121 empregos em todo o país. Os trabalhos de instalação aumentaram 14% para um total de 137.133 empregos. Os empregos de desenvolvimento de projetos aumentaram em 53% para 34.400 empregos, enquanto os empregos de vendas e distribuição aumentaram em 32%, para 32.147 empregos.

“O uso de energia renovável se traduz em benefícios nos resultados financeiros, como custos de energia mais baixos e mais estáveis %B%Bpara a GM a longo prazo”, disse Rob Threlkeld, Gerente Global de Energia Renovável da General Motors, completando: “Com mais de 67 megawatts de energia solar alojados em 24 instalações em todo o mundo, vemos o poder da luz do sol como parte integrante de nossa meta de nos tornarmos uma empresa mais sustentável”.

A expansão da energia solar é importante também para lidar com as mudanças climáticas. “Como parte do nosso compromisso com a sustentabilidade e com o objetivo de ser independente de energia até 2020, a IKEA orgulha-se de seus 44 MW de energia solar em 90% de nossa instalações nos EUA”, disse Lars Petersson, presidente da IKEA nos EUA. “Estamos entusiasmados com o fato de que nosso investimento solar contribuiu com o rápido crescimento da indústria de tecnologias limpas e de energias renováveis e com a criação de empregos de qualidade e uma sociedade de baixo teor de carbono como resultado”.