07/02/2017

São Paulo registra queda de 16,2% no consumo de gás natural canalizado em 2016

Fonte: Secretaria de Energia e Mineração

Desligamento de termoelétricas e baixa atividade industrial foram os responsáveis pela redução do consumo de gás

gás natural

O volume de gás canalizado consumido no Estado de São Paulo em 2016 registrou uma queda de 16,2% em comparação com o ano anterior, aponta um estudo da Secretaria Estadual de Energia e Mineração, divulgado nesta segunda-feira, 6 de fevereiro. Foram utilizados 5,03 bilhões de metros cúbicos (m³) em 2016 contra 6 bilhões de m³ em 2015.

Esse é o terceiro ano consecutivo que o insumo registra queda. Os setores responsáveis pela forte baixa foram a termogeração e a indústria. “Com a volta do período chuvoso e os reservatórios cheios novamente, as hidrelétricas passaram a funcionar normalmente fazendo com que as termoelétricas fossem desligadas. Isso representou uma diminuição de 676 mil m³ de gás em 2016”, explica o secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, João Carlos Meirelles.

O setor industrial, responsável por 72,9% do consumo de gás natural no Estado, utilizou 3,8 bilhões de m³, indicando um decréscimo de 7,5% em relação ao ano anterior. “O gás canalizado é uma das principais fontes de energia para a indústria e São Paulo é o Estado mais industrializado do país. A redução de 313 milhões de metros cúbicos no consumo anual de gás desse setor reflete exatamente a desaceleração da economia nacional em 2016”, comenta Meirelles.

Já o setor residencial, com a expansão da rede de distribuição de gás canalizado, que representa 4,5% do total no Estado, apresentou um acréscimo de 15,4% sobre o mesmo período de 2015.

O comércio também foi outro setor que apresentou elevação no acumulado do ano, com alta de 5,6%. O consumo de GNV (gás natural veicular), apesar da alta de 14,7% no mês de dezembro, ficou praticamente estável no ano com variação positiva de 0,4%.

Em dezembro de 2016, o consumo geral de gás do Estado apresentou um decréscimo de 6,3% em relação ao volume comercializado no mesmo mês do ano anterior.

As principais informações sobre consumo de energia no Estado podem ser acessadas na ferramenta chamada Dados Energéticos, no site da Secretaria de Energia e Mineração disponível no endereço  www.energia.sp.gov.br