03/04/2017

Feiplastic é inaugurada com expectativas positivas para o setor

Fonte: Secretaria de Energia e Mineração

Retomada da economia anima as empresa dos segmentos de máquinas, equipamentos e acessórios para a indústria de transformados plásticos no país

O secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, João Carlos Meirelles representou o governador Geraldo Alckmin, nesta segunda-feira, 3 de abril, na abertura da Feiplastic – Feira Internacional do Plástico evento organizado pela Abiplast – Associação Brasileira da Indústria do Plástico, que objetiva a ampliação de negócios, disseminação de conteúdo e conscientização ambiental da indústria do plástico.

“Estamos trabalhando intensamente para a retomada da indústria do petróleo. Hoje, sem a expansão das refinarias teremos um aumento da importação a partir de 2019, portanto temos que nos programar para a retomada da economia”, afirmou Meirelles.

Com um aumento de 30% no número de participantes, a organização da feira espera um aumento das vendas e parcerias.

“O setor de plástico sempre teve dados positivos de empregos e ano passado tivemos a primeira queda da história. A notícia boa é que em janeiro e fevereiro de 2017 já tivemos uma retomada com a geração de 35 mil empregos”, informou o presidente da Abiplast, José Ricardo Roriz.

Os setores que estão representados no evento são desde produtos básicos e matérias-primas, até máquinas, equipamentos e acessórios para o segmento reunindo profissionais dos setores consumidores de transformados plásticos.

Estão representadas as empresas do setor de transformados plásticos, que reúne cerca de 11,6 mil empresas distribuídas em todo o Brasil, que são, em sua maioria, micro e pequenas (93%). Do volume de produção de resinas plásticas no país, 92% são consumidas por empresas transformadoras de grande porte.

Além deles, também participam as empresas voltadas a produção de reciclados plásticos no Brasil, segmento importante numa indústria que atua ajudando a preservar o meio ambiente. O mapeamento da indústria de reciclagem realizado pela FIA (Fundação Instituto de Administração da USP/SP), estima que, somente em 2014, foram retiradas do meio ambiente 681 mil toneladas de resíduos plásticos pós-consumo, que originaram mais de 615 mil toneladas de materiais plásticos reciclados.

“As empresas precisam seguir o exemplo da Braskem de Triunfo, que produz plástico vindo do etanol de cana de açúcar e fomentar essa indústria do plástico verde”, destacou Meirelles.

Durante o evento foi apresentada a Muzzicycles, primeira bicicleta produzida com plástico reciclado, cujo quadro é totalmente fabricado em material plástico oriundo do pós-consumo e é ecologicamente correto. Serão sorteadas entre os visitantes algumas bicicletas.

Há também um espaço exclusivo para a troca de experiência e atualização profissional, com apresentações de expositores focadas em aumentar o conhecimento sobre produtos, equipamentos, tecnologias e tendências. É a Arena do Conhecimento cujas ações são gratuitas para os visitantes.

Realizada entre 3 e 7 de abril no Expo Center Norte, a Feiplastic 2017 é considerada pelo mercado de feiras, o principal evento voltado ao segmento de matérias primas da indústria do plástico no país.

Sobre a Abiplast
A Associação Brasileira da Indústria do Plástico representa o setor no país e atua, desde 1967, para aumentar a competitividade da indústria de transformação de material plástico.

A associação representa 11.559 empresas que empregam um total de 326 mil pessoas. Além de incentivar o uso do plástico nos mais diferentes segmentos, a entidade tem exercido ativa participação junto aos órgãos governamentais, de forma a reivindicar medidas que atendam às necessidades do setor. Possui também grande preocupação com a responsabilidade social e preservação do meio ambiente, razão pela qual desenvolve programas voltados à gestão de resíduos sólidos, à reciclagem, ao treinamento de catadores de materiais recicláveis, entre outros.