20/04/2017

Irradiação solar no RJ equivale à média alemã, mostra Atlas do estado

Fonte: Canal Energia

Estudo lançado pelo governo fluminense quer promover o investimento em energia solar fotovoltaica e heliotérmica

painel_solar_energia

Com níveis de insolação variando de 1.460 a 2.010 kWh/m² ao longo do ano, o estado do Rio de Janeiro apresenta um potencial de produção de energia elétrica por fonte solar equivalente ao da Alemanha, líder mundial na instalação de sistemas fotovoltaicos e cujo nível de irradiação é de 1.700 kWh/m², em média. Os números constam do Atlas Solar do Estado do Rio de Janeiro, lançado nesta quarta-feira, 19 de abril, pelo governo fluminense com o objetivo de promover o investimento em energia solar fotovoltaica e heliotérmica, desenvolvendo a indústria fotovoltaica local.

No site www.atlasriosolar.com.br, há a possibilidade de fazer o download do Atlas e, através de um simulador, gerar dados sobre tamanho do painel fotovoltaico para um determinado empreendimento, a capacidade de geração e o prazo de retorno do investimento. A simulação está disponível para todos os municípios do estado do Rio, e é voltada para os segmentos residencial, comercial e industrial. A ideia é possibilitar uma avaliação rápida da viabilidade econômica de um investimento em energia solar.

O estudo aponta que a região do Norte Fluminense, parte da Região dos Lagos e o litoral Sul do estado são as áreas com o maior potencial para produção de energia solar fotovoltaica. Mesmo na Região Serrana, área do estado com a menor capacidade de geração solar, a implantação de um sistema fotovoltaico apresenta viabilidade econômica. O Atlas permite calcular a economia nas tarifas de luz com a instalação de sistemas fotovoltaicos conectados à rede de distribuição, considerando a possibilidade de recebimento de créditos com a venda da produção excedente.

Segundo o Banco de Informações de Geração da Agência Nacional de Energia Elétrica, o estado do Rio é o quarto maior em número de instalações fotovoltaicas, ficando atrás apenas do Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais. São 842 empreendimentos em operação somando capacidade total instalada soma 5.322 quilowatts pico (kWp). O maior projeto fotovoltaico do estado é o Maracanã Solar, de 360 kW, instalado pela Light no estádio do Maracanã. O Atlas Solar foi elaborado pelo governo do Rio em parceria com a EDF Norte Fluminense, a PUC-Rio e a EGPEnergia.