03/05/2017

GasBrasiliano inicia distribuição de gás natural em Igaraçu do Tietê

Fonte: Secretaria de Energia e Mineração

Além de inaugurar trecho com 34 Km, companhia anuncia expansão de gasoduto até Barra Bonita

Responsável pela distribuição do gás natural em todo o noroeste paulista, a GasBrasiliano ampliou seu mercado consumidor em abril deste ano. O mês marcou o início da operação do trecho de 34 mil metros de rede construído a partir de Lençóis Paulista.

As obras que promoveram a integração de Igaraçu do Tietê à malha dutoviária da GasBrasiliano contaram com investimento de cerca de R$ 20 milhões e fazem parte de um projeto de expansão que irá até Barra Bonita que, em sua totalidade, acrescentará 45 mil metros de rede de distribuição de gás natural.

“Estamos trabalhando fortemente com a GasBrasiliano para promover a expansão da rede de dutos nessa importante região do estado. A chegada do gás natural em Igaraçu do Tietê dará comodidade e segurança ao consumidor e também eficiência produtiva aos vários segmentos industriais que optarem por este recurso energético”, destaca o secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, João Carlos de Souza Meirelles.

O projeto de expansão da rede de distribuição de gás natural canalizado a Igaraçu do Tietê contou com a aprovação da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo – ARSESP. “A Agência aprovou o projeto porque acredita na importância da expansão do gás natural no interior do Estado de São Paulo, principalmente por se tratar de um recurso energético que favorece e contribui para o fortalecimento da atividade de diversos setores da economia”, afirma o Diretor de Regulação Técnica e Fiscalização de Serviços de Energia Elétrica, Marcos Peres Barros.

A chegada do gasoduto à Igaraçu do Tietê permitiu o atendimento ao primeiro cliente da GasBrasiliano no município, a empresa Karina Telhas. Inicialmente, o novo trecho levará mais de 300.000 mil m³/mês de gás natural até a fábrica de telhas, mas a expectativa é de que o consumo aumente nos próximos meses devido ao pico de produção que ocorre de maio a novembro.

“Nossa indústria já possui inúmeras ações voltadas à sustentabilidade e o gás natural chega para somar. Com este novo recurso energético esperamos alcançar a capacidade total da unidade fabril, que é produzir 3 milhões de telhas por mês”, explica Gabriel Sahade, diretor da Karina Telhas.

Outra etapa do projeto de expansão da GasBrasiliano, que envolve a construção de mais 10 mil metros de rede para levar o gasoduto até a cidade de Barra Bonita, foi iniciada em março após ter sido assinado o contrato de fornecimento de gás natural com a empresa Cepisa Pisos e Revestimentos Cerâmicos. Orçada em R$ 6 milhões, a nova etapa deve ser concluída em agosto e conta com a execução de uma obra especial de travessia do rio Tietê.

“Este projeto é um marco na história da GasBrasiliano, pois permitirá a ampliação do mercado de gás natural para uma região de grande potencial econômico devido a sua tradição no setor cerâmico e a presença de diversas usinas sucroalcooleiras”, afirma Walter Fernando Piazza Junior, diretor-presidente da GasBrasiliano.

Gás Natural em SP
São Paulo é o maior consumidor nacional de gás natural, utilizando anualmente cerca de 6 bilhões de metros cúbicos, sendo que a indústria paulista consome cerca de 75% desse total.
Apesar de ser um combustível fóssil, o gás natural é uma alternativa ambientalmente vantajosa em comparação com o óleo combustível, contribuindo com a redução da emissão de gases de efeito estufa.
O Estado está dividido em três áreas de concessão de distribuição de gás canalizado, sendo atendido pelas empresas Comgás, Gás Brasiliano e Gás Natural Fenosa.
São Paulo conta com uma extensa rede de gasodutos, que trazem o gás natural da Bolívia e da Bacia Santos para o consumo local e também para o transporte desse gás para o sul do país, Minas Gerais e Rio de Janeiro.