19/05/2017

Subsecretário de Energias Renováveis debate com associações a eficiência energética no setor de edificações

Fonte: Secretaria de Energia e Mineração

Representantes da Sinduscon-SP, Absolar, Eletrobras, Abesco, Comgas e técnicos da Secretaria participaram do encontro

O subsecretário de Energias Renováveis da Secretaria de Energia e Mineração, Antonio Celso de Abreu Junior, promoveu um encontro com representantes da construção, setor elétrico e fotovoltaico para debater políticas públicas que possibilitam o avanço da geração distribuída nas residências, comércios e indústrias no Estado de São Paulo.

Para o subsecretário, São Paulo e o Brasil têm atualmente a oportunidade de avançar e popularizar as energias renováveis devido ao preço mais acessível dessa fonte de energia. “É preciso criar uma norma para que os pequenos, médios e grandes investidores tenham segurança no investimento além de um selo de certificação como o Procel. Precisamos utilizar todo o nosso potencial nas energias renováveis”, afirmou Abreu.

O objetivo do grupo é identificar e estabelecer procedimentos para superar os desafios encontrados pelos agentes no setor.

Durante o encontro os técnicos apontaram para a necessidade de capacitação técnica de mão de obra e questões conflitantes regulatórias.

Ficou estabelecido que o grupo irá se reunir permanentemente para avançar com as principais questões que afligem os projetos de geração distribuída em prédios públicos e particulares.

O grupo discute ainda linhas de financiamentos e questões tributárias que incidem no setor das energias renováveis.

Participaram do encontro Stephanie Betz e Windson Bernardo da Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), Vanessa Lima Nunes, Lilian Sarrouf e Fabio Villas Boas do Sinduscon (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo), João Queiroz Krauze da Eletrobras/Procel, José Marcelo Sigoli da Abesco (Associação Brasileiras das Empresas de Serviços de Conservação de Energia), José Eduardo Moreira e Pedro Silua da Congás (Companhia de Gás de São Paulo) e os técnicos da Secretaria de Energia e Mineração, Sergio Mieri Barillari, Ricardo Carvalho Pinto Guedes e Paulo Milton Sassi Junior.