10/07/2017

Governo de São Paulo cria grupo de trabalho para combater roubos em dutos de petróleo e gás

Fonte: Secretaria de Energia e Mineração

GT vai integrar representantes do Ministério Público, Polícia Civil, Polícia Militar, Petrobras e das Secretarias da Segurança Pública e de Energia e Mineração

dutos

Uma sequência de tentativas de roubo em dutos da Petrobras, que transportam petróleo e gás por São Paulo, levou o Governo do Estado a instituir um grupo de trabalho que irá estudar ações de prevenção e combate aos criminosos. A decisão de constituir o grupo foi tomada em junho, após uma reunião dos secretários de Energia e Mineração e da Segurança Pública com representantes da Petrobras.

O grupo de trabalho será formado por representantes do gabinete da Secretaria da Segurança Pública, Delegacia Geral de Polícia, Comando Geral de Polícia Militar, Ministério Público Estadual, Petrobras e Secretaria de Energia e Mineração.

“O petróleo, por ser uma das commodities mais valiosas do mundo e por ter a característica de transporte por dutos, que passam por locais poucos habitados e de grande vegetação, desperta o interesse dos criminosos”, explica o secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles.

São Paulo é o terceiro maior produtor de petróleo do Brasil com produção atual média de 455 mil barris de óleo equivalente por dia. Devido a presença de quatro refinarias no Estado, que juntas são capazes de processar mais de 927 mil barris de petróleo por dia, aproximadamente 39% da capacidade de refino nacional, São Paulo responde pela maior parte da carga processada do país e pela produção dos principais derivados de petróleo como gasolina, diesel, óleo combustível, GLP – gás liquefeito de petróleo, querosene de aviação, coque e nafta, que abastecem o mercado nacional.

Essa é a primeira resolução conjunta entre as duas Secretarias, publicada nesta sexta-feira, 7 de julho, no Diário Oficial do Estado. O grupo de trabalho será presidido pelo secretário-adjunto da Segurança Pública, Sérgio Sobrane, que realizará encontros mensais com os participantes do grupo na sede da Secretaria.

“Trata-se de uma importante iniciativa para combater uma modalidade criminosa que preocupa pelo grande potencial de risco para toda a sociedade”, afirma o secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho.

Em abril deste ano, criminosos tentaram roubar dutos da Petrobras em Santo André, no ABC Paulista, mas acabaram perfurando uma tubulação de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). O vazamento foi contido pelos técnicos da Petrobras.

Já no mês de maio a polícia civil de Artur Nogueira, no interior do Estado, descobriu um túnel usado para desviar combustível da Petrobras. Um buraco com uma ligação clandestina foi localizado em um duto que transporta o produto da refinaria de Paulínia até uma das unidades da empresa em Brasília.

De acordo com a polícia, funcionários da empresa desconfiaram do problema quando perceberam uma queda na pressão do duto no ponto onde havia o desvio. Técnicos verificaram a rede e os policiais encontraram um sítio onde havia um alojamento antigo, que estava sendo usado para cometer o crime.