02/10/2017

Presidente Prudente, Presidente Epitácio e Dracena foram responsáveis pelo consumo de 39,6% da energia na região em 2016

Fonte: Secretaria de Energia e Mineração

A região é a décima segunda no ranking do Estado em consumo de energia, participando com 1,8% do total

O Anuário de Energéticos por Município do Estado de São Paulo no ano de 2016, divulgado nesta sexta-feira, 29 de setembro, pela Secretaria de Energia e Mineração, mostra que os municípios da região administrativa de Presidente Prudente foram responsáveis pelo consumo de 1,8% de todos os tipos de energia utilizados no Estado em 2016, o equivalente a 740 milhões de toe (tonelada de óleo equivalente).

A cidade de Presidente Prudente continua liderando o ranking de consumo de energia na região, respondendo por 29% do total, seguida por Presidente Epitácio com 7,3% e Dracena com 5,7%. Os insumos mais utilizados foram os derivados de petróleo, energia elétrica e etanol.

“A região de Prudente está entre as três do Estado que registraram aumento no consumo de energia em comparação com o ano anterior. Essa variação positiva é resultado de uma maior utilização dos derivados de petróleo. A expectativa é que em 2017, com a retomada da atividade econômica, a região mantenha o crescimento na utilização de energia”, comenta o secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, João Carlos Meirelles.

O consumo de energia elétrica na região também foi expressivo, com um total de 1,7 terawatts/hora (TWh), sendo 666 gigawatts/hora (GWh) para as residências, 391 GWh para o setor comercial e 238 GWh para as indústrias. No total a região consumiu 1,3% de toda a eletricidade utilizada no Estado. Não houve consumo de gás natural na região, no período.

Os combustíveis automotivos mais consumidos na região em 2016 foram: 373 milhões de litros de óleo diesel (3,1% de todo Estado), 234 milhões de litros de etanol (2,8% do Estado) e 152 milhões de litros de gasolina (1,5% do Estado).

Em 2016, o consumo de energia no Estado de São Paulo foi de 41,9 bilhões de toe (tonelada de óleo equivalente). Os dados excluem autoprodução de eletricidade, lenha e derivados, carvão mineral e derivados e os não energéticos de petróleo.

Regiões

A região metropolitana de São Paulo foi a que mais utilizou energia em 2016, consumindo 39,4% do total do Estado. Em seguida aparecem as regiões administrativas de Campinas (20,3%), Sorocaba (7,4%), São José dos Campos (6,2%), São José do Rio Preto (4,2%), Santos (3,5%), Ribeirão Preto (3,2%), Central (2,5%), Bauru e Marília (2,4%), Araçatuba e Presidente Prudente (1,8%), Franca (1,5%), Itapeva (1,3%), Barretos (1,2%) e Registro (0,9%).

Sobre o Anuário

O Anuário de Energéticos por Município no Estado de São Paulo 2016 apresenta dados sobre os principais energéticos consumidos pelos 645 municípios paulistas – energia elétrica, gás natural, etanol e derivados de petróleo, bem como as respectivas emissões de dióxido de carbono (CO2).

O documento é uma ferramenta para gestores municipais, em parceria com o governo estadual, desenvolver atividades regionalizadas de planejamento energético e também para que a iniciativa privada utilize em estudos e projetos que tenham a energia como insumo fundamental para seu desenvolvimento.

As principais informações do anuário podem ser acessadas na ferramenta Dados Municipais, com link disponível na homepage do site da Secretaria de Energia e Mineração. O arquivo com o estudo completo também está disponível na Biblioteca Virtual do hotsite Dados Energéticos. Para acessar a ferramenta online ou o pdf acesse www.energia.sp.gov.br

 

Município

ELETRICIDADE
(toe)

ETANOL
(toe)

DERIVADOS
DE  PETRÓLEO
(toe)

TOTAL
(toe)

Sagres

255

21

80

356

Flora Rica

175

107

174

456

Pracinha

224

110

314

647

Nova Guataporanga

219

150

312

681

São João do Pau d’Alho

293

199

306

797

Ribeirão dos Índios

267

82

453

802

Mariápolis

345

155

442

942

Nantes

365

230

426

1.021

Emilianópolis

352

182

499

1.033

Piquerobi

495

121

429

1.046

Santa Mercedes

331

246

493

1.070

Caiabu

410

177

548

1.136

Salmourão

423

347

492

1.262

Anhumas

432

204

626

1.262

Caiuá

597

230

498

1.324

Marabá Paulista

492

218

653

1.362

Santo Expedito

350

347

678

1.375

Monte Castelo

515

346

831

1.693

Taciba

649

572

759

1.980

Indiana

590

304

1.087

1.981

Alfredo Marcondes

600

416

1.158

2.174

Ouro Verde

776

505

1.016

2.297

Euclides da Cunha

875

671

1.876

3.422

Irapuru

849

1.218

1.391

3.458

Iepê

1.143

796

2.454

4.394

Flórida Paulista

1.403

1.166

2.169

4.739

Estrela do Norte

265

0

4.556

4.821

Inúbia Paulista

593

2.356

3.308

6.257

Pacaembu

1.460

1.246

3.939

6.646

Tarabai

849

1.283

4.768

6.899

Tupi Paulista

2.125

1.987

3.825

7.938

Rosana

2.390

1.630

4.436

8.456

Presidente Bernardes

1.792

2.570

4.255

8.617

Sandovalina

636

514

8.591

9.741

Santo Anastácio

2.571

1.706

6.427

10.704

Panorama

3.425

1.672

6.656

11.754

Lucélia

2.609

1.359

8.816

12.784

Pirapozinho

5.171

2.760

6.365

14.296

Teodoro Sampaio

2.525

2.989

9.181

14.695

Pauliceia

1.579

827

12.474

14.879

Narandiba

1.034

250

15.351

16.635

Martinópolis

3.444

3.616

11.009

18.069

Rancharia

6.203

3.599

8.678

18.480

Álvares Machado

3.212

2.622

13.086

18.919

Junqueirópolis

2.630

3.367

19.902

25.899

Adamantina

6.057

5.974

15.439

27.470

Mirante do Paranapanema

1.889

1.387

24.268

27.543

Osvaldo Cruz

5.017

5.439

17.492

27.947

Regente Feijó

2.988

5.380

21.810

30.178

Presidente Venceslau

5.521

4.299

26.503

36.323

Dracena

7.800

9.847

24.282

41.929

Presidente Epitácio

7.950

4.849

41.259

54.059

Presidente Prudente

48.736

36.789

129.497

215.022

Região Administrativa de Presidente Prudente

143.894

119.436

476.337

739.668