21/03/2018

Geração distribuída é tema de workshop internacional promovido pela Secretaria de Energia e Mineração com o Consulado dos Estados Unidos

Fonte: Secretaria de Energia e Mineração

Encontro contou com especialistas brasileiros e norte americanos no setor energético e também na área de geração distribuída

A Secretaria de Energia e Mineração em parceria com o Consulado dos Estados Unidos em São Paulo realizou nesta quarta-feira, 21 de março, na sede da pasta, um workshop internacional sobre políticas públicas para geração distribuída de energia elétrica.
Durante o evento os profissionais dos dois países trocaram experiências e discutiram ações que estão sendo desenvolvidas na área, tanto no Estado de São Paulo como também nos Estados Unidos.
“Essa parceria com o consulado americano proporciona grandes avanços na discussão desse tema que colabora para melhorar a segurança energética de São Paulo. É fundamental que continuemos a promover esses encontros e a troca de experiências, pois os Estados Unidos são muito ágeis e estão bem avançados nessa questão e nós ainda estamos no início de uma grande jornada“, destacou o secretário de Energia e Mineração de São Paulo, João Carlos Meirelles.
Além dos debates específicos sobre o tema, houve uma apresentação do potencial energético paulista na área de renováveis, especificamente sobre eólica e solar fotovoltaica em reunião que antecedeu o encontro.
Do lado americano participaram David Mooney, diretor do Centro Estratégico para Análise de Energia do Laboratório Nacional de Energia Renovável, o adido cultural Scott Smith, o vice-cônsul norte americano John Avrett e Cezar Borsam, cultural affairs advisor do Consulado Geral dos Estados Unidos.
Mooney, em sua apresentação sobre políticas públicas de geração distribuída, destacou a regulamentação e os incentivos oferecidos em seu país, falou sobre a participação dos setores público e privado no setor, e destacou as tecnologias disruptivas, armazenamento e redes inteligentes. Na área de mercados de geração distribuída, apresentou a experiência americana e outros modelos globais.
Os debates, que foram mediados pelo professor José Sidnei Colombo Martini, também contaram com a participação de Marcio Leite, do IPT, Rodrigo Sauaia presidente da Absolar, Alessandro Von Arco Gardemann presidente da Abiogás, Leonardo Caio da Cogen, Hugo Yamaguchi da Arsesp e da Secretaria de Energia e Mineração, Antonio Celso de Abreu Junior, subsecretário de Energias Renováveis, Henrique Ferraz, subsecretário de Energia Elétrica, e os técnicos da pasta Francisco Nigro, Waldemar Bom Junior, Paulo Sassi, Sergio Barilari e Marília Fanucchi.